quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Poesia: Águas passadas


De que é feito o amor?
Dizem que o amor é paz
Que o amor tudo suporta
Tudo perdoa, tudo crer
O amor para ser amor
Tem que ser “perfeito”.


E crendo nisso, nos atiramos
Num abismo sem fim
Fazendo com que as vezes
A decepção seja tão quão!


Nunca estivemos tão errados.


O amor é sim um misto de paz
É como o brilho do sol da manhã
Nos aquecendo o coração.
Tudo crer, tudo suporta
Mesmo a despedida, a distância.

Somos capazes de colocar
O nosso amor de lado
Se julgarmos não ser o suficiente
Não ser merecedor daquele
No qual tanto admiramos.


O amor não precisa
De cultivo alheio ou presença
É autossuficiente e se mantém
A cada dia mais amante
Vibrando com pequenos gestos
Um olhar, um sorriso
Um, “é bom te ver por aqui”

Ele é altruísta
Fazendo com que abramos mão
Daquilo que nos é tão valioso
Se não estamos fazendo-o feliz.


E em paz ficamos onde estamos
Num misto de antítese
Somos o motivo do que vai adiante
E sem mais, optamos por ficar distante
Já que tudo aquilo que seguramos com muita força
Acabamos perdendo se não é amor.


Muitos optam por viver com o outro
Mesmo estando incompleto
Mesmo não tendo nada a dar
Apenas por medo da solidão.


Muitos escolhem a solidão
Por medo de uma “prisão”
Na qual existe em nada mais além
Do que em nossas mentes.


Mais uma coisa lhes digo:
Antes que esse século se finde
Que meu tempo na terra se vá
Conhecerei o amor de verdade


Onde as pessoas evoluíram
Ao ponto de entender
Que nem tudo é como você quer
Nem tudo pode ser perfeito
Que podemos ver o mundo de outro jeito
E ao fazermos isso, tudo fica mais fácil


Compreenderão que o que é errado ficou certo
O que é certo ficou errado
Que cada um só dá aquilo que possui para dar
Que o ser humano pode ser alguém especial
Começando por você
Quantas sementes você plantou hoje?


Entenderemos que se não faz sentido
Discordamos com isso e não é nada demais!
O que vale é deixarmos águas passadas
Pegarmos uma nova estrada e não olharmos para trás


Como sempre o amor 
Está mais do seu lado que você
Siga em frente, linha reta
Não procure o que perdeu
O que você "acha" que algum dia, foi seu




Reveja seus conceitos.