terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Estréia: Alguém me contou... Sobre: Vencedor do Concurso Andross!!!!!

A garota da roda gigante



Olá Galera, estou muito feliz pois esse foi o
 meu primeiro conto da temporada e já ganhou 
um concurso na Andross, para fazer parte de uma
coletânea! 
É muita satisfatório e gratificante ver o nosso 
trabalho avaliado, aprovado e reconhecido.

Agora para quem não conhece ainda, confira galera!

Coração latejando, passos rápidos, olhar constatemente voltando-se para trás, a procura de seu terrível perseguidor...


A garota da roda gigante fora uma mulher, jovem, bonita, cheia de vida e de sonhos como nós.
E como toda garota sonhava em casar, seu sonho fora realizado.
Mas como nem tudo e perfeito e no início vemos só flores, ela pouco a pouco caminhava inocentemente para um pesadelo, apesar de sonho.


Casara-se com um policial, viril, forte, rude, que com o tempo se mostrara excessivamente machista e até mesmo agressivo.
Como muitas, a garota aceitava tudo passivamente, exceto uma coisa: ser traída.
E para seu total dissabor, um dia descobriu que além de toda angústia já sofrida, ainda estava sendo traída e resolveu se posicionar.


Um homem alto moreno, lábios irresistíveis, foi assim atracada nessa irresistível tentação e na frente de todos, incluindo a de seu marido, que a garota mostrou a sua tal posição.


Passos rápidos, acelerados, giro de 190 graus, a todo segundo, conferindo se há ou não, algum sinal do seu algoz.


O parque de diversões, isso! - Parecia ser, a melhor opção.


Ele tomado pelo ódio, em algo que parecia mais um ensaio de uma cegueira, de total amoralidade, com a faca na mão seguia implacável para o seu objetivo.


Quando finalmente a encontrara, iniciou-se uma intensa disputa entre a vida, morte e com vários golpes de faca, a garota aos poucos foi perdendo o brilho, o viço.


Porém, antes que o seu tempo acabasse, fizestes um juramento:


"Levarei não só você, mais sim todo e qualquer traidor comigo."


E assim foi.O tempo passou e a polemica causada no parque pela tragédia cessou, dando seguimento a vida normal.


Exceto por um ou melhor dizendo, pequenas sucessões de alguns detalhes.


Toda vez que um homem, um traidor, sentar-se no mesmo assento no qual a garota morrera, apesar de uma boa estrutura de segurança e aparelhagem, misteriosamente, sofrem um mal súbito, outras vezes infarto e caindo do alto da roda gigante abaixo morrendo muitas vezes antes mesmo até, de ir de encontro ao chão.

Portanto amigos, se eu fosse vocês, tomaria mas cuidado ao visitar um parque da próxima vez...


Lindaia Campos


Você conhece alguma lenda? Gostaria de nos contar?
Basta nos seguir e escrever para nós!
Email: vocenaopodedeixardeler@gmail.com