domingo, 11 de março de 2018

Resenha: Fuga da biblioteca do SR. Lemoncello



Quem aqui é ou algum dia já foi fã de jogos de tabuleiro? Mas antes vamos conhecer um pouco mais sobre essa interessante história e alguns dos seus personagens:



Sinopse:

Kyle Keeley tem dois irmãos mais velhos: um é o típico atleta, o outro, um gênio. È difícil se destacar diante de uma concorrência tão desleal. Todos, porém, têm as mesmas chances em jogos de tabuleiro: um bom lançamento de dados, um pouco de sorte ao comprar as cartas, um tantinho só de inteligência e Kyla pode sair como vencedor.

Assim como muitos garotos e até mesmo adultos (eu, por exemplo) gostam muito de jogos. Mas o Kyle gente, ele é completamente fanático por todos os tipos de jogos, principalmente videogames. Seu ídolo, Luigi Lemoncello, o mais famoso, excêntrico e criativo criador de jogos de tabuleiro e eletrônicos, também é o responsável pelo projeto da nova biblioteca da cidade. E o melhor: o próprio Sr. Lemoncello estará presente na especial e exclusiva noite de inauguração. Kyle fica eufórico ao descobri que está entre as doze crianças convidadas a passar a noite na biblioteca repleta de jogos. Quando amanhece, no entanto, todas as portas estão trancadas. Agora, para encontrar a saída, Kyle e as outras crianças terão que solucionar cada pista e decifrar cada charada.

Quando eu bati o olho na capa desse livro juntamente com o titulo, me apaixonei imediatamente. Com um misto saboroso de criatividade que nos faz relembrar um pouco da Fantástica Fabrica de Chocolate do Willian Wonka, a Fuga da Biblioteca do Sr. Lemoncello é uma história fantástica onde o autor Chris Grabenstein consegue plantar em qualquer um que se dispor a ler sua obra, um amor, uma curiosidade, uma positividade com relação aos livros e as bibliotecas. Todos nós conhecemos a biblioteca como um lugar chato para aqueles que não possuem o hábito de ler, que ao menos no meu tempo (que não está tão longe assim) iam a biblioteca apenas para fazer pesquisas escolares. Muitos achavam chato, muito silencioso. Hoje as crianças quando precisam realizar uma pesquisa, acessam o Google.

Porém a Biblioteca do Sr. Lemoncello, é diferente de tudo o que já se viu quando o assunto é biblioteca. Para começar o prédio foi construído totalmente em segredo onde somente a Dra. Zinchenko, assistente do Sr. Lemoncello sabe todos os detalhes do projeto. Para vocês terem ideia, nem mesmo os trabalhadores, arquitetos sabem de tudo porque ela contratava uma equipe diferente toda semana, olha que loucura!

Uma outra coisa digamos, curiosa nessa biblioteca é que lá as crianças não iram só ler livros propriamente dito, e sim brincar com eles de uma forma totalmente inesquecível.
Um livro que não só toda criança deveria ler, mas sim, todos necessitam ler esta maravilhosa obra. Eu aposto que antes mesmo de chegar à última página, um mundo totalmente novo já terá sido plantado em sua mente e você compartilhará isso com o mundo.

Esse é o tipo de livro que com certeza guardarei para minha filhar ler quando crescer. Parabéns Chris Grabenstein.

A Fuga da biblioteca do Sr. Lemoncello é o primeiro volume da biblioteca mais divertida do mundo e que virou filme, confira o segundo volume Olimpíadas da Biblioteca do Sr. Lemoncello: https://vocenaopodedeixardeler.blogspot.com.br/2018/03/bem-vindos-meninos-e-meninas-leitores.html




Sobre o autor:

Chris Grabenstein é autor Best-seller do New York Times, também é um autor premiado, cujos Haunted Mysteries, combinados às suas apresentações escolares tumultuosas, lhe garantiram legiões de fâs por toda a América. Chris e sua esposa, J.J., vivem na cidade de Nova York com três gatos e um cachorro chamado Fred.



#vcnpdeixardeler